Escrevendo silêncios

escrevendo1

Em meus momentos de silêncio e reclusão,

me apego às palavras.

Porque quase todo silêncio que se faz por fora

esconde um turbilhão preso do lado de dentro

que grita, silenciosamente, pra sair.

Escrevo pra tentar entender,

pra me aproximar de mim.

Pra não me perder,

pra não me esquecer.

Escrevo pra acalmar a mente e o coração.

Pra me libertar,

pra não ir à loucura.

Escrevo pra preencher o vazio.

Escrevo, escrevo e escrevo até cansar a mão

e saciar a alma

e acalmar a dor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s