Sem Spoilers: filmes de janeiro

O Quarto de Jack

room_t98036_jpeg_290x478_upscale_q90

Título Original: Room

Gênero: Drama / Suspense

Direção: Lenny Abrahamson

Ano: 2016

País de Origem: Canadá / Irlanda

Sinopse: Uma história moderna sobre o amor sem limites entre mãe e filho. O pequeno Jack (Jacob Tremblay), de cinco anos, não conhece nada do mundo, exceto o quarto em que nasceu e cresceu acompanhado apenas por Ma (Brie Larson).

Um dos filmes mais emocionantes da temporada de premiações, concorre ao Oscar de Melhor Filme e Melhor Atriz (Brie Larson já ganhou o Globo de Ouro e SAG Awards). A história de um amor puro e incondicional de mãe, numa circunstância angustiante. Um filho, espetacularmente interpretado por Jacob Tremblay, que vive de sonhos e de um mundo imaginário. Extremamente comovente, incômodo e com atuações belíssimas. Adorei! E no Oscar, minha torcida para melhor atriz vai pra ela! \o/

Spotlight – Segredos Revelados

spotlight_t107623_jpg_290x478_upscale_q90

Título Original: Spotlight

Gênero: Drama / Suspense

Direção: Tom McCarthy

Ano: 2016

País de Origem: EUA

Sinopse: Baseado em uma história real, o drama mostra um grupo de jornalistas em Boston que reúne milhares de documentos capazes de provar diversos casos de abuso de crianças, causados por padres católicos. Durante anos, líderes religiosos ocultaram o caso transferindo os padres de região, ao invés de puni-los pelo caso.

Uma história linear, sem grandes reviravoltas, mas que consegue prender a atenção do início ao fim. A direção é convencional, retratando bem a época (2001), mas o elenco todo (Michael Keaton, Mark Ruffalo Rachel McAdams, Liev Schreiber, John Slattery e Brian d’Arcy James) interage de uma forma natural nos levando nessa clássica investigação jornalística e nos deixando enojados com as descobertas. Destaque para Mark Ruffalo, que concorre ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante.

Carol

carol_t57526_snsr1gg_jpg_290x478_upscale_q90Título Original: Carol

Gênero: Drama / Romance

Direção: Todd Haynes

Ano: 2015

País de Origem: Reino Unido / EUA

Sinopse: A jovem Therese Belivet (Rooney Mara) tem um emprego entediante na seção de brinquedos de uma loja de departamentos. Um dia, ela conhece a elegante Carol Aird (Cate Blanchett), uma cliente que busca um presente de Natal para a sua filha. Carol, que está se divorciando de Harge (Kyle Chandler), também não está contente com a sua vida. As duas se aproximam cada vez mais e, quando Harge a impede de passar o Natal com a filha, Carol convida Therese a fazer uma viagem pelos Estados Unidos.

Um filme bonito, tênue, sem extravagâncias, que retrata muito bem o preconceito nos anos 50. Cate Blanchett sempre ótima, passa toda sutileza à sedutora e elegante Carol. Rooney Mara acompanha, mas sem grande destaque. Uma delicada história de amor um pouco arrastada, cheia de obstáculos, dramas pessoais e com ótima fotografia e figurino.

Ponte dos Espiões

ponte-de-espioes_t99817_jpg_290x478_upscale_q90Título Original: Bridge of Spies

Gênero: Suspense

Direção: Steven Spielberg

Ano: 2015

País de Origem: EUA

Sinopse: Em plena Guerra Fria, o advogado especializado em seguros James Donovan (Tom Hanks) aceita uma tarefa muito diferente do seu trabalho habitual: defender Rudolf Abel (Mark Rylance), um espião soviético capturado pelos americanos. Mesmo sem ter experiência nesta área legal, Donovan torna-se uma peça central das negociações entre os Estados Unidos e a União Soviética ao ser enviado a Berlim para negociar a troca de Abel por um prisioneiro americano, capturado pelos inimigos.

“Ponte dos Espiões” conta a história real de um advogado de seguros super competente, escolhido para fazer a defesa de um espião soviético, somente para mostrar que os EUA é justo, mas a intenção prévia era condená-lo. Só que este advogado, brilhantemente interpretado por Tom Hanks, vai lutar por uma defesa justa e essa relação humana entre réu e defensor é o que conduz a história de suspense, drama, com boas pitadas de humor e, principalmente, sensibilidade. Uma bela mistura da grandiosidade na direção de Spielberg, com a sagacidade nos diálogos do roteiro dos irmãos Coen. Um dos melhores filmes concorrentes ao Oscar. Adorei!

Brooklyn

brooklyn_t56243_jpg_290x478_upscale_q90Título Original: Brooklyn

Gênero: Drama / Romance

Direção: John Crowley

Ano: 2016

País de Origem: Irlanda / Reino Unido / Canadá

Sinopse: A jovem irlandesa Ellis Lacey (Saoirse Ronan) se muda de sua terra natal e vai morar no Brooklyn, em Nova Iorque, para tentar realizar seus sonhos. No ínicio de sua jornada nos Estados Unidos, ela sente falta de sua casa, mas ela vai tentando se ajustar aos poucos até que conhece e se apaixona por Tony (Emory Cohen), um bombeiro italiano. Logo, ela se encontra dividida entre dois países, entre o amor e o dever.

Um filme doce e sensível como a sua protagonista, lindamente interpretada por Saoirse Ronan que merecidamente foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz. Muito além de um romance, uma história sobre escolhas que parecem ter a mesma medida e você não sabe pra onde ir, sobre a tentativa de descobrir onde é o seu lar. Uma trama simples, cheia de saudade e melancolia. Muito bom!

A Garota Dinamarquesa

the-danish-girl_t10068_jpg_290x478_upscale_q90Título Original: The Danish Girl

Gênero: Drama / Biografia

Direção: Tom Hooper

Ano: 2016

País de Origem: EUA / Reino Unido / Alemanha

Sinopse: Cinebiografia de Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu Einar Mogens Wegener e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. Em foco o relacionamento amoroso do pintor dinamarquês com Gerda (Alicia Vikander) e sua descoberta como mulher.

Um filme bom, com tema delicado e bem interpretado por Eddie Redmayne (que foi perfeito no papel Stephen Hawking em “A Teoria de Tudo” e agora parece um tanto esquisito em outros papéis). Mas quem rouba a cena é Alicia Vikander, com sua personagem feminina forte, destemida e que dá poder à transformação de Einar, ao mesmo tempo que tem que lidar com sua carreira de artista, a casa e a perda do parceiro. Merecidíssima a sua indicação ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante e é pra ela a minha torcida. Pra mim, a garota dinamarquesa é Gerda!

Trumbo: Lista Negra

trumbo_t88219_jpg_290x478_upscale_q90Título Original: Trumbo

Gênero: Drama / Biografia

Direção: Jay Roach

Ano: 2016

País de Origem: EUA

Sinopse: O roteirista Dalton Trumbo (Bryan Cranston) tem uma história singular em Hollywood: apesar de ter escrito algumas das histórias de maior sucesso da época, como A Princesa e o Plebeu (1953), ele se recusou a cooperar com o Comitê de Atividades Antiamericanas do congresso e acabou preso e proibido de trabalhar. Mesmo quando saiu da prisão, Trumbo demorou anos para vencer o boicote do governo, sofrendo com uma série de problemas envolvendo familiares e amigos próximos.

Uma história real interessante e informativa pra quem gosta de cinema, bastidores, roteiristas, com um protagonista muito bem interpretado por Bryan Cranston, o que lhe rendeu a indicação de Melhor Ator no Oscar deste ano. Mas o filme em si é convencional. Vale só pela história desse grande roteirista que ganhou prêmios (reconhecidos tardiamente, pois tinha que usar pseudônimos) por “A Princesa e o Plebeu” (1953), “Arenas Sangrentas” (1956) e “Spartacus” (1960).

Steve Jobs

steve-jobs_t111136_jpg_290x478_upscale_q90Título Original: Steve Jobs

Gênero: Drama / Biografia

Direção: Danny Boyle

Ano: 2016

País de Origem: EUA

Sinopse: Três momentos importantes da vida do inventor, empresário e magnata Steve Jobs: os bastidores do lançamento do computador Macintosh, em 1984; da empresa NeXT, doze anos depois e do iPod, no ano de 2001.

A história de Steve Jobs, apesar de interessante, é sempre cansativa. Jobs é cansativo. Mas o foco desse filme nos bastidores e na relação com a filha deixaram o filme mais atraente e com um final lindo. Além disso, temos ótimas interpretações de Michael Fassbender e Kate Winslet e uma sintonia perfeita entre os dois, indicados ao Oscar de Melhor Ator e Melhor Atriz Coadjuvante.

A Grande Aposta

a-grande-aposta_t97234_jpg_290x478_upscale_q90Título Original: The Big Short

Gênero: Drama / Comédia / Biografia

Direção: Adam McKay

Ano: 2016

País de Origem: EUA

Sinopse: Michael Burry (Christian Bale) é o dono de uma empresa de médio porte, que decide investir muito dinheiro do fundo que coordena ao apostar que o sistema imobiliário nos Estados Unidos irá quebrar em breve. Tal decisão gera complicações junto aos investidores, já que nunca antes alguém havia apostado contra o sistema e levado vantagem. Ao saber destes investimentos, o corretor Jared Vennett (Ryan Gosling) percebe a oportunidade e passa a oferecê-la a seus clientes. Um deles é Mark Baum (Steve Carell), o dono de uma corretora que enfrenta problemas pessoais desde que seu irmão se suicidou. Paralelamente, dois iniciantes na Bolsa de Valores percebem que podem ganhar muito dinheiro ao apostar na crise imobiliária e, para tanto, pedem ajuda a um guru de Wall Street, Ben Rickert (Brad Pitt), que vive recluso.

Não sei o que falar, apenas sentir… confusão! (aqui caberia bem o meme do Travolta confuso…rs). Um filme bastante crítico e debochado, com ótimos atores e interpretações, mas tudo é muito confuso e cansativo.

45 Anos

45-years_t96818_png_290x478_upscale_q90Título Original: 45 Years

Gênero: Drama

Direção: Andrew Haigh

Ano: 2015

País de Origem: Reino Unido

Sinopse: Kate Mercer (Charlotte Rampling) está planejando a festa de comemoração dos 45 anos de casada. Porém, cinco dias antes do evento, o marido recebe uma carta: o corpo de seu primeiro amor foi encontrado congelado no meio dos Alpes Suíços. A estrutura emocional dele é seriamente abalada e Kate já não sabe se vai ter o que comemorar durante a festa.

Um filme com uma narrativa lenta e rotineira, por vezes cansativa, mas compensada pela boa história, belas paisagens e ótima interpretação da indicada ao Oscar de Melhor Atriz Charlotte Rampling (sim, a Dra. Evelyn Vogel de Dexter!). Mas um segredo do passado do marido Geoff pode mudar tudo, fazê-la rever toda a sua vida junto à ele e repensar o que realmente foi verdadeiro. Será que o amor supera tudo? Bonito e diferente.

Joy: O Nome do Sucesso

joy_t93668_jpg_290x478_upscale_q90Título Original: Joy

Gênero: Drama / Biografia / Comédia

Direção: David O. Russell

Ano: 2015

País de Origem: EUA

Sinopse: Criativa desde a infância, Joy Mangano (Jennifer Lawrence) entrou na vida adulta conciliando a jornada de mãe solteira com a de inventora e tanto fez que se tornou uma das empreendedoras de maior sucesso dos Estados Unidos.

Um filme sobre uma mulher valente, que toma conta da própria vida e ainda tem que lidar com os problemas da casa, da mãe reclusa, do pai ausente, dos filhos que cria sozinha e do trabalho. Essa é Joy e Jennifer Lawrence dá conta de tudo isso! O seu lado criativo e empreendedor é empolgante e de fácil empatia, lutando dia-a-dia e não desistindo do seu sonho nos primeiros obstáculos. Tem drama, emoção e diversão. Gostei!

Cinco Graças

mustang_t124274_jpg_290x478_upscale_q90Título Original: Mustang

Gênero: Drama

Direção: Deniz Gamze Ergüven

Ano: 2016

País de Origem: Turquia / França / Alemanha

Sinopse: No início do verão em um vilarejo turco, Lale e suas 4 irmãs brincam de forma debochada com os meninos, o que acarreta em um escândalo de consequências muito fortes: a casa delas se torna praticamente uma prisão, elas aprendem a limpar ao invés de ir para a escola e seus casamentos começam a ser arranjados. As cinco não deixam de desejar a liberdade, e tentam resistir aos limites que lhes são impostos.

Uma história que mexe muito, principalmente com o universo feminino. Sabemos, mas custamos a acreditar que essas crenças turcas sobre o casamento e a vida a dois continuam a existir. Um filme forte, interpretado naturalmente pelas cinco meninas, que passa muita veracidade e vontade de mudar, de lutar pela liberdade de escolha junto com elas. Um grande concorrente ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Adorei!

carolwerner3

Um comentário sobre “Sem Spoilers: filmes de janeiro

  1. Pingback: Sem Spoilers: filmes de novembro | Sobre o Nada

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s