Quando chover, deixar molhar

Jpeg

Nunca havia sentido o peso de gotas tão pequenas, que junto a outras gotas tão pequenas ganham uma força e um poder sem igual.

É incrível o que sentimos quando nos permitimos tomar um banho de chuva. Mesmo que não planejado.

Eu nunca havia tomado uma chuva como aquela.

E apesar de toda aquela água, eu me lembro de que por alguns segundos, olhei pro céu e sorri e naquele sorriso estava todo meu agradecimento por momento presente único e inesquecível.

Por aquele presente inesperado ao qual eu não me permitiria em outras circunstâncias.

Agora, olho a chuva da minha janela, protegida, de dentro de casa, e me pergunto o que me impede de dar alguns poucos passos e sair.

A roupa encharcada, o cabelo desarrumado, o sapato ensopado, é tudo e é nada.

Vejo um senhor correndo até alcançar uma marquise. Uma mãe puxando o filho pequeno pra debaixo de sua sombrinha. Ouço o barulho de janelas sendo fechadas pra não entrar água em casa. E as roupas sendo tiradas dos varais, às pressas.

Então olho de novo pras gotas caindo e me lembro daquela noite, daquele sorriso… E apesar de todo o stress e irritação pós-chuva, é da alegria que senti que eu me lembro. Me lembro da água escorrendo no meu rosto e lembro de abrir a boca pra sentir seu gosto.

Então eu abro a porta, dou alguns poucos passos e estou na rua.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s