Os outros

people

Não é com pressa que se conhece as pessoas. É devagarzinho e aos poucos. Como quem desvenda um mistério, revela segredos ou investiga um crime.

As pessoas são feitas por camadas que vão sendo descobertas uma por uma. E talvez, nunca conheçamos todas.

As pessoas são fotos não reveladas. São acordes dissonantes. São livros de páginas infinitas e muitas delas indecifráveis.

Para conhecer uma pessoa, é preciso tempo e paciência. É preciso chegar ao fundo.

Não basta saber apenas dos sorrisos ou das lágrimas. Tem que enxergar as várias faces.

Tem que se meter onde dá medo. Ver o lado escuro. Estar onde ninguém jamais esteve.

Para conhecer uma pessoa de verdade, é preciso estar preparado (para tudo). É necessário gostar de surpresas.

É preciso captar um gesto, um ato, um olhar. Uma frase dita (quase) sem querer. Um suspiro.

É preciso saber interpretar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s