Resenha: “Lola e o Garoto da Casa ao Lado” de Stephanie Perkins

Imagem

(Agradecimento Editora Novo Conceito)

Sinopse: A designer-revelação Lola Nolan não acredita em moda… ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa — mais brilhante, mais divertida, mais selvagem — melhor. Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está muito perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro gostoso) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro. Quando Cricket — um inventor habilidoso — sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado.

Confesso que, contrariando milhares de opiniões, só fui gostar da Lola da metade do livro para a frente e ainda assim não posso dizer que me apaixonei por ela, nem pelo garoto da casa ao lado.

Acho que meu problema inicial com a Lola, em si, foi seu jeito de se vestir. Acabei criando uma imagem dela como alguém meio artificial, e assim como o Max, namorado dela, eu tinha dificuldade de saber quem ela realmente era. Só fui entende-la lá na frente, quando ela mesma descobre quem ela é, depois de se questionar e ser questionada sobre isso.

Além disso, também tenho sérios problemas com livros que tem pessoas de verdade na capa. Isso atrapalha minha imaginação e interfere um pouco na magia do livro.

No entanto, apesar de ser beeem adolescente, a história é fofinha. Um livro para distração, daqueles que a gente lê quando quer relaxar. A escrita da Stephanie Perkins, mesma autora de “Anna e o beijo francês” (que eu gostei muito mais do que “Lola”), é bem leve e gostosa o que faz da leitura rápida. E por falar em Anna, ela e o namorado St. Clair também fazem algumas aparições especiais em “Lola e o garoto da casa ao lado”, o que achei super legal da parte da autora, trazê-los de volta e com completo nexo. Não é daquelas ligações que não têm nada a ver com a história.

Lola tem um jeito todo especial de se vestir, com roupas e perucas que a fazem ser um personagem diferente a cada dia. Namorada de um cara tudodebom!, mais velho, vocalista de uma banda, cheio de tatuagens, Max, ela acredita ter tudo o que precisa estando ao lado dele. Até que seu vizinho, e antigo amor, volta a morar na casa ao lado e ela já não tem mais tanta certeza sobre o que sente por Max.

Cricket vive em função da vida da irmã gêmea Calliope que é o orgulho da família. Depois de se mudarem em função da carreira da irmã, patinação artística, os Bell estão de volta a casa ao lado, para o tormento de Lola que vai ser atormentada pelo fantasma da antiga amizade e amor que sentia por Cricket, que agora está muito mais alto e mais bonito, para piorar ainda mais a situação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s