É um vazio…e só.

Saudade é estranha. Assim, por si só.

Ela chega sem pedir licença e nem sabe se a aceitamos ou não.

E existe saudade de tudo. Pessoas, objetos, momentos…

Às vezes ela faz sentido, um sentido absurdo. Às vezes não faz sentido nenhum. E é quando a saudade é desse segundo tipo que percebemos que algumas coisas marcaram a nossa vida mais do que imaginávamos.

A saudade faz vivermos sensações inexplicáveis como aquela vontade de se sentir abraçado porque está com frio no estômago. Isso mesmo, frio no estômago. Não do tipo de “frio na barriga” que sentimos quando vamos na montanha russa pela primeira vez. Mas o frio que é uma mistura de baixa temperatura e ausência da presença.

Não tente entender. Estou com saudade. Fui tomada pelo poder de estranheza da saudade. Estou tomada por essa sensação de querer algo que eu nem sabia que queria.

A saudade faz a gente lembrar de cheiros específicos até mesmo quando ela não tem cheiro nenhum.

Faz a gente rir de detalhes peculiares.

Faz um diálogo em livro ser muito parecido com algum que você já teve e faz as palavras terem “tom”, mesmo quando estão simplesmente escritas, não faladas.

Faz música virar trilha sonora de um passado.

E por ai vai.

Para cada um a saudade é de um jeito.

Mas para todos, ela assume formas, cheiros, imagens, conversas…

A saudade então se torna algo que já nem sabemos mais se existiu ou se simplesmente imaginamos.

E ela faz com que muitos chorem.

Mas acima de tudo, a saudade, quando se junta com a lembrança, nos faz sorrir do que vivemos, independente do que tenha acontecido com o depois.

A saudade é memória, é lembrança do que já foi e que talvez não possa ser mais.

É um vazio…e só, que precisa ser vivido até o limite, para ir embora e dar espaço para novas presenças.

Anúncios

4 comentários sobre “É um vazio…e só.

  1. Éééé…saudade às vezes belisca a alma e desgastam em agonia…

    O_O morri de lindo!

    “Às vezes ela faz sentido, um sentido absurdo. Às vezes não faz sentido nenhum. E é quando a saudade é desse segundo tipo que percebemos que algumas coisas marcaram a nossa vida mais do que imaginávamos.”

    Já está copiado no diário 😉

    Amei Fran! Beijão

  2. Saudade de tudo e de todos… de um momento, de um cheiro, de uma sensação, de uma vida inteira! É ruim e bom sentir saudade, pois queremos a todo momento reviver o passado, viver do passado, mas também sabemos que, se foi bom, marcou, extravasou, merece ser revivido…constantemente! rs Essa saudade eu tiro de letra, o complicado é a saudade do que ainda não aconteceu, de quem a gente nem conhece e de quem não sabe da nossa existência… ¬¬

    “A saudade então se torna algo que já nem sabemos mais se existiu ou se simplesmente imaginamos.” #fato

    =D

    • “o complicado é a saudade do que ainda não aconteceu, de quem a gente nem conhece e de quem não sabe da nossa existência” – disse tudo! as vezes eu sinto isso, sabe, saudade do que ainda não aconteceu, das coisas que (ainda) só moram ali, na minha cabeça. Mas um dia, se Deus quiser, há de ser uma saudade real!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s