“Sócios no Crime” de Agatha Christie

Ok. Digamos que me indicaram Agatha Christie depois que desenvolvi uma paixão extrema pelo livro “O Aliciador” (um dos melhores que já li na vida!) e quando souberam que eu era fã de Sherlock Holmes.

Bem, fato é que adoro histórias envolvendo crimes, investigações, mistérios, detetives…tá me entendendo? (rs)

Digamos que, talvez, o problema tenha sido a minha escolha inicial. Ou, talvez, o livro seja realmente ruim. Ou, talvez, o problema tenha sido a minha expetativa. Eu nunca tinha lido nada da Agatha Christie e diante de tudo que me falaram, eu esperava mais, muito mais.

Fato é que eu demorei mais de um mês pra chegar ao fim do livro e só terminei por terminar, porque não há nenhum momento empolgante no livro todo, nenhum ponto alto.

O livro começa com Tuppence demonstrando sua insatisfação com a monotonia da vida dela e do marido, Tommy, quando são convidados a embarcar em uma aventura prontamente aceita pela então empolgada Tuppence.

Um detetive se envolveu em algo ilegal e então a Scotland Yard tem que descobrir o que está por trás desse mistério e para isso, eles contam com a ajuda do casal que passa a assumir os pequenos casos do escritório dos Detetives Incríveis de Blunt até que o grande caso seja desvendado.

No entanto, os pequenos casos – assim como a investigação central do livro – não são nada empolgantes, o casal é fraquinho, e a história não flui mesmo com as inúmeras citações a outros grandes e famosos detetives de outras histórias – como o incrível Sherlock Holmes – que são utilizados como inspiração para o casal desvendar os mistérios – também fraquinhos – dos casos que caem em suas mãos.

Sinopse: Em Sócios no Crime, Tommy e Tuppence, dois jovens aventureiros, donos da Agência Internacional de Detetives, vêem-se envolvidos na mais fantástica série de aventuras. Para cada caso a ser solucionado, usam o estilo de um famoso e grande detetive: as artimanhas do padre Brown, a irônica e bem-humorada inteligência de Sherlock Holmes, a inigualável sutileza do genial Hercule Poirot. São 23 histórias de tirar o fôlego de qualquer leitor, conduzidas pela inconfundível habilidade de Agatha Christie em criar, a partir do banal e corriqueiro, as situações mais extraordinárias.

2 comentários sobre ““Sócios no Crime” de Agatha Christie

  1. :]
    Bom, seja lá quem te indicou… sorry! rsrs. Não li este ainda, mas com certeza não deve ser dos melhores… :S

    Never give up! 😛

    Bjuuus

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s